Archive for the 'cotidiano' Category

semana do trabalho

essa semana foi exclusivamente dedicada ao meu trabalho. trabalho diretamente com o varejo e semana dos namorados é uma loucura, mas loucura mesmo será amanhã quando finalmente relaxarei e fritarei na pista na pink elephant. terei uma boa história para contar.

ultimamente tenho mais lido do que escrito de fato, mas ando acompanhando todos os blogs de meus amigos e as notinhas escritas aqui.

estou numa fase meio introspectiva, mas não abandono mais ninguém por aqui, prometo! rs.

no mais, putz duas horas! preciso dormir, hahaha…

Anúncios

todo começo é um novo fim?

estava lendo minha primeira nota e pensando na razão de ter criado esse lugar.

li também o artigo da Srta. Ka, no seu blog INCOMPLETUDES, chamado por uma vida menos ordinária… e me fez bater na mesma tecla mais uma vez.

eu não te amo mais.

hoje soa tão banal, tão sentimental. ao reaver essa frase, ela mexeu comigo mais uma vez.

parece outra vida, mais um fragmento do que eu sou. mas o que é a vida senão pequenos fragmentos bons e ruins? talvez mais ruins do que bons dependendo de sua perspectiva.

li o texto da Srta. Ka três vezes até o presente momento e a cada vez que o releio tenho uma impressão diferente do mesmo, mais ordinária ou extraordinária mais uma vez dependendo de sua perspectiva.

mas qual a diferença entre o ordinário e o extraordinário?

li um artigo a cinco anos com este título e ele me acompanha até hoje. segue abaixo na integra:

é simples.

o extra.

o tempo EXTRA que alguém dedica a alguma coisa e o outro não. o conhecimento EXTRA que alguém busca e o outro não. o sentimento EXTRA que alguém sente e o outro não. o dinheiro EXTRA que alguém economiza e o outro não. o valor EXTRA que alguém dá a alguma coisa e o outro não.

ele foi escrito pelo Ricardo da BIZREVOLUTION.

na minha concepção, os três artigos estão no meu âmago e fazer o que? ouvir o vento passar, assistir à onda bater, mas o estrago que faz a vida é curta pra ver… eu pensei.. que quando eu morrer, vou acordar para o tempo e para o tempo parar: um século, um mês, três vidas e mais um passo pra trás? por que será? …vou pensar.

los hermanos sempre teve um lugar reservado em todas as minhas listas, sempre gostei, continuo gostando, se continuarei? deixarei para o amanhã responder por mim.

enfim,

– por uma vida menos ordinária?
– todo começo é um novo fim?
– a diferença entre o ordinário e o extraordinário?

boas perguntas nos levam a novos patamares, boas respostas nos deixam exatamente onde estamos, não?

qual seria a glória do regresso sem as sombras da partida?

voltei! acredito que seja a primeira e mais correta palavra a ser dita para essa nota.

quase dois anos, é um belo hiato, ou seria maldito sua melhor definição?

dois anos sem ver, ouvir e pensar.
dois anos de acontecimentos, histórias e releituras.
dois anos de derrotas, empates e vitórias. (será o ritmo pré copa do mundo?)

dois anos é uma vida. o que mais te marcou nesse período?

logo mais deixarei minha marca.

todo carnaval tem seu fim

pois é, e comigo não é diferente. terminaram as férias das minhas notas, do meu verdadeiro eu.

sei que não respondi meus e-mails como deveria, muito menos dei as caras no MSN, mas por favor relevem, este homem aqui passou por algumas turbulência das grandes, com direito a diversão no mictório a bordo.

acreditava piamente que o ano de 2007 havia sido meu ano de maior aprendizado e crescimento, e eu estava absolutamente certo! 2008 por sua vez, está marcado como o ano da desconstrução, do desaprendizado, da provação e provocações.

aprender é muito bom, mas desaprender é melhor ainda. tenho histórias muito boas para contar, não percam!

descobri que para cada ato nosso, existirá uma resposta ou cobrança no futuro.
descobri o significado desta música pra mim.

Bizarre Love Triangle – New Order

fechado para balanço

meus amigos, por motivos de força maior, o blog ficará sem atualização por tempo indeterminado. enquanto isto, vocês podem me escrever via e-mail abaixo, que continuarei respondendo (às vezes) sempre:

thernotes@yahoo.co.uk

prêmio dardos

 

prêmio dardos

prêmio dardos

recebi da querida Renata o prêmio dardos, meu primeiro selo. ele significa:

reconhecer os valores que cada blogueiro mostra a cada dia, seu empenho por transmitir valores culturais, éticos, literários, pessoais, etc. em suma, demonstram sua criatividade através do pensamento vivo que está e permanece intacto entre suas letras, entre suas palavras…

como condição, tenho que linkar o blog do qual recebi o prêmio e escolher quinze blogs para entregar o prêmio. obrigado Renata, realmente apreciei muito o presente.

vamos a lista:

a vida secreta
casinha do bob
conexão paris
contos e encantos
eroti-cidades
é tudo uma questão de estilo
homens modernos
incompletudes
manual do cafajeste
mundo dos cabelos
pimenteiro
ponto pê
senhorita rosa
sentimento em letras
sexpedia

por sorte, tenho exatamente dezesseis blogs linkados no meu próprio, tirando a Renata, fechamos na conta exata.

influências

Henry David Thoreau uma vez escreveu:

viva cada estação enquanto elas duram. respire o ar, beba a bebida, saboreie a fruta, e deixe-se levar pelas influências de cada uma. 

recentemente escrevi minha lista para o dia D, o D do dia significa design, tive uma prova para entrar numa das melhores escolas de design do país, o Instituto Europeo di Design – IED.

não fiz a prova, tive um problema e a perdi. mas a farei novamente dia vinte e passando ou não, não entrarei lá este ano. faço apenas pelo aprendizado, minha meta é passar em janeiro do próximo ano.

trabalho com design desde que me entendo por gente, mas ser designer nunca foi meu sonho de infância, chamo isto mais de prazer adquirido. quando criança sonhava ser jornalista, escritor ou piloto de avião.

escritor sou nas horas vagas, piloto de avião nem pensar, amo voar, mas como passageiro. sobrou jornalista, pensei muito em ser jornalista, realmente é um trabalho que eu poderia realizar relativamente bem, mas mudei de idéia, ser jornalista não era o que eu imaginava, a figura do jornalista não coincide com o que eu vi na realidade.

sem meus três sonhos em vista, decidi viver a vida segundo a idéia de Thoreau e, no meio de tantas influências realmente sentidas até seus limites, re-descobri o que me motiva de verdade.

criar minha arte, sejam figuras, palavras, pensamentos. a necessidade e desejo que eu tenho de extrair da mente tudo o que vejo, o mundo ao meu redor.

sou designer, serei escritor e com certeza, um eterno apaixonado.


autor

R. é audacioso, provocativo e comunicativo. ávido leitor, ele é freqüentador assíduo de livrarias e também um apaixonado pelo cenário underground e cultural de São Paulo. sua paixão por livros rivaliza-se apenas a sua pelas mulheres. leia mais sobre mim.

leitura atual

Discursos impios, de Marquês de Sade

Discursos ímpios, de Marquês de Sade

veja o que já li

notas em destaque

histórico

extras


adicione rss - feed

selos


prêmio dardos