sua, minha, nossa… vida.

às vezes, quando se é jovem, você acha que nada pode te machucar.
é como ser invencível. sua vida toda está a sua frente e você tem grandes planos.

grandes planos.

achar seu par perfeito. aquele que te completa.
mas conforme vai envelhecendo, percebe que nem sempre é tão fácil assim.

só no fim da vida percebe que os planos que fez são só planos. pois no final, quando olha para trás ao invés de para frente, que você quer acreditar que fez o máximo com o que a vida te deu.

quer acreditar que está deixando algo de bom para trás.
você quer que tudo tenha sido importante.

 

quantas pessoas especiais mudam?
quantas vidas estão vivendo estranhamente?
aonde estava você enquanto estávamos ficando doidões?

Champagne Supernova – Oasis

Anúncios

4 Responses to “sua, minha, nossa… vida.”


  1. 1 Sentimental agosto 13, 2008 às 11:30 pm

    Sabe, olhando o passado vejo q ‘sonhei’ com muita coisa e não realizei metade, mas em por outro lado, ainda tenho tempo… mas tmb não sei se o q eu queria antes é o mesmo q quero daqui pra frente… os planos mudam de acordo com as fases e atualmente eu estou numa fase de zero planos, estou vivendo, sem pensar no amanhã ou no depois. beijos

  2. 2 Sentimental agosto 13, 2008 às 11:31 pm

    *mas por outro lado*
    (ali entrou um ‘em’ fora do contexto)
    bj

  3. 3 Senhorita Rosa com o candelabro, na biblioteca agosto 14, 2008 às 12:19 am

    Hum. Sabe que eu até gosto de Oasis? E a tal moça que andava lhe desafiando? Necas?
    Pôxa, tô torcendo. Quiero updates. La historita de Mr. Zander me fez até crer que era possível de novo, hehe.

    Bezzos, querido.

  4. 4 Tati agosto 14, 2008 às 11:26 am

    Muito cedo eu aprendi que “puxadas de tapete” dadas pela vida podem acontecer a qq hora e que acabam com planos, com sonhos e com qq estabilidade. E até hoje quando algo acontece sempre lembro de um pedaço de uma letra de um grupo que eu gostava muito na adolescência, na verdade até hoje gosto….
    “But I think that God’s
    Got a sick sense of humour
    And when I die
    I expect to find Him laughing”


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




autor

R. é audacioso, provocativo e comunicativo. ávido leitor, ele é freqüentador assíduo de livrarias e também um apaixonado pelo cenário underground e cultural de São Paulo. sua paixão por livros rivaliza-se apenas a sua pelas mulheres. leia mais sobre mim.

leitura atual

Discursos impios, de Marquês de Sade

Discursos ímpios, de Marquês de Sade

veja o que já li

notas em destaque

histórico

extras


adicione rss - feed

selos


prêmio dardos

%d blogueiros gostam disto: